Africanos são tolerantes em relação à religião, etnia, nacionalidade e HIV, mas não em relação à homossexualidade

Tolerance
Afrobarometer

Ao contrário das representações comuns, os Africanos expressam elevados graus de tolerância para com pessoas de grupos étnicos diferentes, pessoas de religiões diferentes, imigrantes e pessoas portadoras de HIV/SIDA (PVVS), mostram as mais recentes conclusões do inquérito do Afrobarómetro.

Em resultados publicados no Dia de Zero Discriminação (1 de Março), o Afrobarómetro reporta que os inquiridos em 33 países mostraram atitudes bastante tolerantes em relação às diferenças sociais, sendo a principal excepção a homossexualidade. Ainda assim, a homofobia não é um fenómeno universal: Pelo menos metade dos cidadãos de quatro países Africanos dizem que não se importariam ou gostariam de ter vizinhos homossexuais.

Os resultados de tolerância variam bastante por país/região, e a análise indica a instrução, o consumo de notícias, e a exposição a uma população diversa como principais factores para o aumento da tolerância no continente Africano.

O relatório, com o título “Bons vizinhos? Africanos expressam elevados níveis de tolerância para muitos, mas não para todos,” está disponível em Inglês, Francês e Português.

Clique aqui para baixar o press release completo.